Olimpíada de Geografia reúne mais de 100 inscritos

Indo além das tradicionais Olimpíadas de ciências exatas, como Matemática, Física e Química, o Band também participou este ano da Olimpíada Brasileira de Geografia. A iniciativa reuniu 135 inscritos do 9.o ano à 3.a série e foi organizada pela Coordenadora Márcia Abdo, pelos professores Leda Silva e João Verguero Paciello.

olimpiadas_geo4

As provas foram realizadas no Colégio; dez estudantes do Band foram classificados para competir em uma etapa entre escolas do Brasil inteiro. A ideia é que os melhores colocados do Brasil possam participar de uma final mundial, que acontecerá na China.

olimpiadas_geo2

“Eles tiveram um desempenho muito interessante, principalmente a 1.a série. Geralmente os mais novos ficam nervosos, mas eles foram bem e isso é ótimo para terem mais confiança neles mesmos”, comentou Leda. “É importante reforçar a participação dos alunos, eles realmente encararam o desafio e foi muito bom”, acrescentou João.

olimpiadas_geo5

“Eu tenho espírito competitivo, então sempre que tem alguma atividade eu gosto de participar. Agora que passei, vou me preparar para as próximas fases e tentar ganhar a competição”, afirmou o aluno Adriano Adoni, da 2.a série.

Confira a lista dos classificados para a próxima etapa abaixo:

Adriano Adoni
Christian Fukunaga
Enzo Hayano
Felipe Vidal
Lívia Betito
Marina Fernandes
Mauro Simas Neto
Natalia Andrade
Pedro Nogueira
Victória Gioffi

Aluno ganha medalhas em competição de robôs

O aluno Vitor Patrezze, formado em 2013, ganhou duas medalhas de ouro e uma de bronze no campeonato RoboGames, em conjunto com a equipe da Escola Politécnica da USP, a ThundeRatz. A competição aconteceu na California e reuniu times de diferentes partes do mundo para disputarem em diversas categorias.

patrezze_1

Os estudantes venceram na categoria Hockey, em que três robôs disputam uma partida de 10 minutos e quem faz mais gols vence. Eles também venceram no combate Middleweight, no qual os robôs tentam imobilizar o adversário até que um deles pare de funcionar. Além disso, a equipe conquistou o 3.o lugar na categoria RoboMaggellan, em que cada robô precisa encontrar sozinho uma série de cones dispostos em um campo aberto e quem chega mais rápido perto dos cones ganha.

patrezze_2

Segundo Victor, o ponto crucial para garantir as vitórias foi o constante trabalho para sempre aprimorar os projetos apresentados. “O nosso trabalho é inacabável pois a tecnologia nunca para de se reinventar”, comentou o aluno. “Além disso, não posso deixar notar a imensa determinação da equipe que, mesmo tendo poucos recursos financeiros para realizar essas mudanças, as torna possível”, acrescentou.

patrezze_3

Sobre a experiência de representar a USP em uma competição de nível internacional, o estudante destacou o intercâmbio de conhecimento. “Nessa edição da RoboGames, eu conheci muitas pessoas de diversos países e com métodos totalmente diferentes dos que a minha equipe possui. Também conheci soluções nada triviais para problemas semelhantes aos que tenho, sistemas confiáveis que nunca tinha visto antes, e, claro, robôs melhores”, finalizou.

Para saber mais sobre a ThundeRatz acesse o site oficial da equipe aqui.
Também é possível visitar a página do Facebook e o canal do Youtube deles.