Sucesso na Olimpíada de Química

Em seu 11.o ano de participação, o Band passa por mais uma Olimpíada de Química do Estado de São Paulo com 6 alunos ganhadores de medalhas de bronze, prata e ouro, todos do Ensino Médio. Em sua maioria alunos de exatas, foram medalhistas os alunos Isabella Mayumi de Souza Matsura  (2E1 – medalha de bronze), Víctor Domene R. dos Santos  (3E1 – medalha de bronze), Arthur Lasak Okuda  (2E1 – medalha de prata), Carmem Castiñeira (3B1 – medalha de prata), Guilherme Pires Barroso (3E1 – medalha de prata) e Giancarlo Ferrigno P. I. Alves  (3E1 – medalha de ouro).

quimica_01Diferentemente das outras olimpíadas acadêmicas, a equipe organizadora da Olimpíada de Química em São Paulo oferece pouquíssimas vagas para os participantes de cada escola (apenas 2 de cada ano); dessa forma, os alunos passam desde o primeiro ano por um processo seletivo para que possam garantir sua participação. “São sempre muito mais inscritos do que vagas que temos a oferecer”, explica a professora Lílian Siqueira, que junto ao professor Fábio Siqueira orientaram os alunos no processo. “Os alunos que participam desse processo e futuramente da Olimpíada em si são sempre muito interessados e aplicados, disso não temos dúvida”.

quimica_02

O foco principal da Olimpíada é passar aos participantes conhecimentos sobre temas pré-definidos a cada ano, entrelaçando a parte prática e teórica da Química. “O tema deste ano foi ‘Mais cor em nossas vidas’. Essa maneira de trabalhar [com temas] lembra muito o aluno das nossas aulas no laboratório, em que também procuramos dividir o conteúdo em temas e organizar as matérias em cima deles. Em anos passados já houve temas como ‘Os polímeros nos carros’, ‘A água’, entre outros,’ conta Lílian.

quimica_03

O destaque vai ainda para os alunos André Gandelman Bovolini, Lucas Jun Koba Sato e Matheus Boger, da 1.a série do Ensino Médio, que levaram pela primeira vez, no ano passado, medalhas da Olimpíada Brasileira de Química Júnior em nome do Ensino Fundamental do Band. Orientados pelos professores Elisabete Rosa, Maria Elisa Bombonato e Lílian Siqueira, outros 10 alunos ainda garantiram seus diplomas de Menção Honrosa por acertarem mais de 50% da prova.