Aluno é 3.o colocado na Olimpíada de Geografia

Fechando com chave de ouro a primeira participação do Bandeirantes em uma Olimpíada de Geografia, o aluno Daniel Sanches, do 1.o ano, foi premiado com o 3.o lugar na competição, entre seus mais de 160 mil concorrentes. “É muito bom, principalmente pra uma primeira vez. A gente perceber esse desempenho excelente dos alunos, até mesmo dos que não foram para a final”, comenta a professora Leda Silva, que acompanhou os alunos durante o processo juntamente com o professor Lucas Amaral. “Isso tudo começou com eles [os alunos], que vieram falando que queriam participar e ainda trouxeram resultados ótimos”.

o aluno Daniel Sanches com o Professor Lucas Amaral

o aluno Daniel Sanches com o Professor Lucas Amaral

“Essa olimpíada foi bastante interessante porque focava muito na transformação da perspectiva não só do aluno, mas de seus pais e professores, ao longo das viagens e experiências de campo” explica o Prof. Lucas.

O desafio final da Olimpíada, realizado por seus 13 finalistas, consistia num processo de três provas, uma de múltipla escolha, uma redação e um trabalho de campo. “O nível dos testes era bastante elevado se comparado aos das fases anteriores, porém não muito diferente do nível das provas de Geografia do colégio”, comentou o estudante Daniel, que também animou-se por ser sua primeira vez visitando o Rio de Janeiro (os finalistas ganharam uma viagem exclusiva para a cidade, para que realizassem a etapa final da competição). “O mais interessante foi perceber o quanto o nome do Band cria uma repercussão nas conversas com os pais e professores de outros colégios do país” conta Lucas; “Sempre vinham nos perguntar sobre a escola e contavam que já haviam ouvido coisas excelentes sobre o ensino e os alunos”.

O estudante, conta que ficou orgulhoso de sua colocação, dado o grande número de concorrentes. “A organização da National Geographic fez um ótimo trabalho, tudo estava muito bem programado para que tivéssemos a melhor experiência possível” contou. “Essa olimpíada foi uma oportunidade maravilhosa para mim, com certeza levarei certas coisas que vi e aprendi no Rio de Janeiro para o resto da vida”.

Para os próximos anos, a expectativa é a de que ainda mais alunos se interessem pela participação e que a equipe possa auxiliá-los de maneira ainda melhor.