Campeões em Física

Após três fases de provas , a Sociedade Brasileira de Física divulgou o resultado da Olimpíada que ocorreu ao longo de 2012. Dentre os 20 finalistas do Band que passaram para a última fase, 12 foram premiados.

Foram quatro menções honrosas, quatro medalhas de bronze, três de prata e uma de ouro. Diferentemente das outras olimpíadas, a de Física não tem um curso especial, os alunos prestam as provas de acordo com o conteúdo que tiveram em sala de aula. Eventualmente, estudam alguns assuntos por conta própria. “Mesmo sem um curso específico com todo o conteúdo exigido, os alunos foram brilhantes; mostraram seu valor”, orgulha-se o professor de Física, Nelson Rabello.

Em um primeiro instante, o Colégio apresenta a Olimpíada em sala para os alunos do Ensino Médio, e depois inscreve os interessados no torneio. Esses tem que passar por três fases, todas eliminatórias. A primeira acontece no Bandeirantes e as notas são enviadas para a Sociedade Brasileira de Física. A partir da segunda fase, locais e correção de provas ficam a critérios da equipe organizadora .Com isso, a segunda fase ocorre em um escola da região e a terceira é no Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP).

“Fomos todos juntos para a USP. Foi também uma oportunidade de conversar e passar um tempo com os amigos”, disse o aluno da segunda série, Giancarlo Alves. “Com certeza também enriqueci muito os meus conhecimentos de Física”, concluiu.

Na 3ª fase, as 1.a e 2.a séries do Ensino Médio são submetidas a duas provas, uma prática e outra teórica, enquanto a 3.a faz só a prova teórica. “É preciso fazer um pesquisa nas provas anteriores, e estudar o que cai frequentemente. Depois que você estuda o que a Olimpíada pede, é só ficar calmo durante a prova”, disse o aluno da terceira série, Fernando Motta.

Conheça os vencedores:

1.a série
ARTHUR LASAK OKUDA – Medalha de Bronze

2.a série
EDUARDO RODRIGUES DELLA NOCE – Medalha de Prata
GIANCARLO ALVES – Medalha de Prata
GUILHERME PIRES BARROSO – Medalha de Bronze
MAURICIO KENZO MUTAI – Medalha de Ouro
VICTOR DOMENE RIBEIRO DOS SANTOS – Medalha de Prata

3.a série
DANIEL TOSHIHIRO OKANE – Menção Honrosa
FERNANDO BIGNARDI VIEIRA DE MOTTA – Medalha de Bronze
GABRIEL MAIOLINI CAPEZ – Menção Honrosa
LAWRENCE LIN MURATA – Menção Honrosa
MARCO AURELIO BIGELLI CARDOSO – Medalha de Bronze
PAULA BATTAGLIA – Menção Honrosa

Estudantes premiados nas Olimpíadas de Química

Em 2012, cinco alunos do Bandeirantes foram premiados e onze receberam menção honrosa nas Olimpíadas de Química que se divide em Paulista, Brasileira e Brasileira Júnior.

Prof. Fábio Siqueira, alunos Giancarlo Ferrigno, Carmem Castiñeira e Profa. Lilian Siqueira

Os alunos do Ensino Médio podem participar de duas maneiras. Uma é estar entre os 20 melhores alunos treineiros da Fuvest. Outra, é enviando a redação como participação da 1ª fase.

Profa. Lilian Siqueira com o aluno Marco Aurélio

No Bandeirantes, os dois melhores textos do 1.o ano são selecionados pelos professores. Já no 2.o ano, os alunos podem fazer o curso preparatório para as Olimpíadas, ministrado no próprio Colégio pela equipe do Laboratório de Química. No fim do curso, esses alunos entregam suas redações, que novamente são selecionadas e encaminhadas para avaliação pela Comissão Julgadora do evento.

“Cada colégio só pode enviar dois alunos por série. Todas as redações devem se entregues até o mês de novembro, e só no ano seguinte que os estudantes fazem a 2ª fase”, explicou o professor do Laboratório de Química, Fábio Siqueira.

Em junho do ano seguinte acontece, no Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), a 2ª fase do evento.

Três alunos do Ensino Médio foram premiados este ano. Marco Aurélio Cardoso foi medalha ouro na Paulista e prata na Brasileira. “Participar dessas competições me estimulou a estudar além da matéria, ver que fora do Colégio também existem muitas coisas a serem aprendidas”, contou, orgulhoso.

Já para o Ensino Fundamental existe a Olimpíada Brasileira de Química Júnior, que acontece também em duas fases. A primeira é uma prova só de testes. Os melhores seguem para a fase seguinte, que tem um exame composto por testes e também questões dissertativas.

“Em todos os anos que nós participamos na Olimpíada Júnior, sempre obtivemos as menções honrosas, entregue aos alunos que acertam ao menos a metade da prova. Mas em 2012, pela primeira vez, o Colégio recebeu medalhas na competição”, contou a professora Lilian Siqueira.

Conheça os premiados:

– ENSINO MÉDIO
Olimpíada Paulista de Química

MARCO AURELIO BIGELLI CARDOSO (3.o ano) – Medalha de Ouro
GIANCARLO FERRIGNO POLI IDE ALVES (2.o ano) – Medalha de Ouro
CARMEM CASTIÑEIRA (2.o ano) – Medalha de Bronze

Olimpíada Brasileira de Química

MARCO AURELIO BIGELLI CARDOSO (3.o ano) – Medalha de Prata
GIANCARLO FERRIGNO POLI IDE ALVES (2.o ano) – Medalha de Bronze
CARMEM CASTIÑEIRA (2.o ano) – Medalha de Bronze

– ENSINO FUNDAMENTAL (9.os anos)
Olimpíada Brasileira de Química Júnior

ANDRÉ GANDELMAN BOVOLINI – Medalha de Bronze
LUCAS JUN KOBA SATO – Medalha de Bronze
CLAUDIO MAGNO CHO – Menção Honrosa
GABRIEL GÓES BRAGA TAKAYANAGI – Menção Honrosa
GUILHERME LACKS PEREIRA LIMA – Menção Honrosa
ISABELA RISTER PORTINARI MARANCA – Menção Honrosa
JOÃO PEDRO SPADÃO – Menção Honrosa
LAURA GIOVANNA FERNANDES VATTIMO – Menção Honrosa
MARIANA KISTEMANN GONÇALVES DIAS – Menção Honrosa
MATHEUS BOGER – Menção Honrosa
RICARDO FRÓES HOTOTIAN – Menção Honrosa
VICTOR ANDRÉ BATISTELLA – Menção Honrosa
VITÓRIA FERREIRA FLOSI – Menção Honrosa